Blog do Mauro Beting

Chocolate Parte 2. Bayern de Munique 5 x 1 Arsenal

Mauro Beting

É o Dia da Marmota. Vai ter oitavas de Champions? Vai ter Bayern x Arsenal. E vai ter de novo uma goleada que eu não esperava. O Arsenal já não estava tão bem como esteve ao liderar o grupo, ao ser em setembro líder da Premier League por 3 rodadas. Ozil sumiu em jogos recentes (e foi goleado por W.O. em Munique), o sistema defensivo bobeou, 10 pontos foram abertos para o Chelsea na Inglaterra.

Mas o Bayern também não tem sido aquele… Na última rodada abriu 7 pontos na Bundesliga. Mas só ganhou do fraco Ingolstadt nos últimos minutos, e foi beneficiado pelas derrotas do segundo ao sétimo na Alemanha!

O jogo parecia mais equilibrado. E só não foi mais desequilibrado por Ospina defender cinco das 16 chances do Bayern. Onze delas no segundo tempo avassalador, melhorado pela saída do melhor zagueiro gunner – Koscielny – e pela disposição de Thiago Alcântara para articular às costas de Coquelin e Xhaka. Os volantes do Arsenal não aguentaram o todocampista espanhol  que flutuou atrás deles e foi o maior em campo.

Neuer ainda defendeu o pênalti que eu teria marcado e que Alexis Sánchez empatou no segundo rebote. Teve mais um pênalti de Gibbs que eu teria marcado no segundo tempo. E eu teria marcado melhor que o Arsenal que até aglutinou jogadores, compactando o espaço. Mas eles apenas assistiram ao passeio do Bayern que, quando não tem um rival que marque com maior intensidade e qualidade, faz o que fez.

E repetiu o placar de 5 a 1 da temporada passada, no Allianz. O Bayern que é mais vertical e rápido com Ancelotti. Mas que segue também com a mesma possde de bola absurda dos tempos de Pep. É o time que mais fica, mais passa e melhor passa essa pelota.

Não é fácil passar por eles.