Blog do Mauro Beting

Na frente. Grêmio 1 x 0 Cruzeiro.

Mauro Beting

Barrios aproveitou a única infelicidade do excelente Fábio para dar a justa vitória ao mandante. Placar que, se ampliado, refletiria o que se viu na Arena. O que se vê na Copa do Brasil, no Brasileiro e na Libertadores. Mesmo com a jornada tripla, o Grêmio segue muito bem, obrigado.

Juntando os cacos, Mano pode celebrar a derrota mínima. Há como reverter. É Cruzeiro. Tem muito para buscar. O problema para a Raposa e para os rivais é que só o Corinthians tem atuado melhor que o time gaúcho no Brasil. Para não dizer na América.

Se o Cruzeiro deu uma equilibrada na segunda etapa, o Grêmio foi superior no jogo. Não apenas por ser mandante. Por ser um time bem montado. Com defesa segura, jogo bem treinado e trabalhado, e ótima e intensa movimentação na frente. Jogo com aproximação, criação de superioridade numérica pelos lados, tudo que todos precisam ter hoje. Falam que têm. Mas poucos – para não dizer que só Grêmio e Corinthians – têm apresentado.

Não significa que já esteja tudo definido. Mas o Grêmio segue sendo o favorito no confronto. E na Copa. Além de o maior campeão, pode ser o primeiro bicampeão.

Mas, para tanto, terá que repetir o que fez no Sul. E impedir que o Cruzeiro reaja como fez no 3 a 3 do turno do BR-17.

 

Veja a análise de Gustavo Roman