Blog do Mauro Beting

Podem vir quentes no sorteio da Copa que nós voltaremos fervendo

Mauro Beting

Em 1958, o Brasil foi campeão mundial superando na fase de grupos a Inglaterra que seria oito anos depois campeã mundial, a Áustria que em 1954 havia sido semifinalista, e a União Soviética que seria campeã europeia em 1960.

Em 1962, a Espanha era ótima (e seria campeã europeia em 1964), a Tchecoslováquia seria vice mundial, e o México era ainda menos México. Mas foi outro grupo complicadíssimo.

Em 1970, a Inglaterra era ainda mais forte que a Seleção campeã do mundo em 1966. A Tchecoslováquia era boa, e a Romênia era chata. Grupo difícil que o Brasil descomplicou.

Em 1994, já com 24 seleções (e, por tabela, com grupos menos complicados), a Suécia acabaria terceira colocada, a Rússia já não era forte como a URSS, e Camarões estava rachado. Foi menos complicado.

Em 2002, com 32 seleções (e o nível ainda menor), ainda assim o grupo acabou sendo mais complicado. A Turquia acabou na terceira colocação. China e Costa Rica foram aquelas babás.

No frigir das bolas: que venha a Espanha logo de cara.

A Seleção historicamente pega no tranco.