Blog do Mauro Beting

Não pode. Vasco 0 x 1 Universidad de Chile.

Mauro Beting

O Vasco pediu para ser eliminado antes dos pênaltis do Jorge Wilstermann na fase anterior. E pediu para encaminhar a eliminação em grupo dificílimo com a derrota em casa para a equipe teoricamente tão frágil quanto o próprio Vasco.

O primeiro tempo já não foi bom. A única jogada interessante vascaína foi um cruzamento torto do Riascos que bateu na trave do inacreditável Johnny Herrera.

Na segunda etapa, o excelente Paulinho entrou e já fez fumaça no primeiro lance. Mas ficou nisso. Os passes errados, a discutível substituição de Desábato, e a má atuação coletiva do sistema defensivo deram na besteira suprema de tomar gol de lateral. Paulão foi juvenil no combate e no cerco, Martin Silva aceitou bola defensável por baixo dele, e o Vasco definhou.

Para piorar, a torcida cobrou além da conta Paulão pelo erro do gol (e pelo conjunto da obra), e até o promissor Evander foi vaiado além do racional. Toda a paciência que Zé Ricardo pediu ao time não se viu em campo e muito menos na arquibancada.

Será necessário tudo isso e muito mais para a recuperação dificílima. Ainda tem muito jogo. Mas tem tido pouco futebol e muitos adversários melhores