Blog do Mauro Beting

Quem segura? Quem esperava? Fluminense 0 x 3 Internacional.

Mauro Beting

O Fluminense tem um centroavante que já pode ser convocado sexta-feira para o segundo ciclo de Tite: Pedro. Ele só não marcou um golaço porque Lomba fez uma baita defesa no segundo tempo. Mas não tão impressionante quanto a que negou um gol para Marcos Júnior logo no começo. O lance da Foto depois de ele espalmar.

Se sai aquele gol feito que o goleiro colorado desfez, o limitado Fluminense talvez tivesse outra sorte no clássico. A que faltou no belo sem-pulo de Sornoza que explodiu na trave esquerda quando já estava 3 x 0 para o visitante que marca e que joga e que vibra no Beira-Rio ou no Rio do mesmo modo. Treina como joga. Joga como ganha.

Como fez Nico López, que abriu e fechou o placar em falhas de Jadson e Digão. Em botes bem treinados e aplicados pelo Inter. Nico pelo menos uma vez voltou até atrás para acompanhar lateral. Jogou e não deixou jogar. Tem como fazer isso no futebol. Ou só tem isso para fazer, como destacou Odair. Jogar como joga e se joga Rodrigo Dourado, que marcou como volante e armou como meia o primeiro gol.

No segundo, o ótimo Iago foi ao fundo e ganhou de Gilberto para Alvez marcar. Com outra marcação de bobeira defensiva tricolor. Quase todos tiveram do sistema defensivo carioca ao menos uma falha feia cometeram que daria em chance de gol gaúcha. Não fosse Júlio César e teria sido mais.

Mas mais não é necessário para elogiar o Inter. Outro caso raro de time que volta muito bem da B. Não que seja o caso de cair para se levantar, como o próprio campeão de tudo aprendeu a partir de 2003 quando quase foi rebaixado no BR-02. Outro exemplo como o líder São Paulo. Sofreu no BR-17 para se encontrar agora quando poucos esperavam.

Eu, pelo menos, não dava essa bola toda a tricolores paulistas e colorados.