Blog do Mauro Beting

Flamengo 3 x 1 Corinthians em apenas quatro disputas mata-mata na história

Mauro Beting

Marcelinho Carioca ainda era Flamengo na Supercopa de 1991, contra o Corinthians que foi campeão com Márcio, no Morumbi vazio

As maiores torcidas do Brasil não tiveram tantos confrontos decisivos na história. O primeiro que valeu título foi no Rio-São Paulo de 1961. Mas valeu caneco pro Flamengo, não vice pro Corinthians, no quadrangular final, na vitória por 2 a 0 no Maracanã. Show de Dida para alegria do pequeno Arthur que viu naquela tarde o primeiro título dos muitos que ele ajudaria a ganhar quando virou Zico.

Ele já não estava em campo (jogava pela Udinese) no primeiro mata-mata, em 1984, pelas quartas-de-final do Brasileiro. No Rio, Flamengo 2 x 0. Na volta, no Morumbi, o Corinthians precisava vencer por três gols de diferença. E deu um show goleando por 4 a 1, em grande tarde de Sócrates e Casagrande.

Na primeira Copa do Brasil, em 1989, o Flamengo saiu na frente no confronto, vencendo por 2 a 0. No Pacaembu, Neto fez gol olímpico. Zico empatou. O Corinthians fez mais três, mas, faltando dois minutos, levou o gol de Júnior que classifico o Rubro-Negro pelo gol qualificado.

Na Supercopa Brasileira de 1991, em jogo único no Morumbi para menos de 5 mil pessoas, o Corinthians campeão brasileiro de 1990 venceu o Flamengo campeão da Copa do Brasil de 1990. Gol de Neto.

Desde então só dá Flamengo nos mata-matas. No Rio-São Paulo de 1997, 3 a 0 Flamengo no Maracanã. Corinthians venceu apenas por 2 a 0 em São Paulo e foi eliminado nas quartas, no Morumbi.

O gol qualificado também fez a diferença nas oitavas da Libertadores de 2010. O Corinthians tinha a melhor campanha da fase de grupos. O Flamengo, a pior entre os classificados. No Maracanã, como sempre no primeiro jogo no confronto no Rio, 1 a 0 Flamengo. Na volta, no Pacaembu, 2 a 1 Corinthians. Flamengo classificado.

Nos mata-matas, 3 a 1 Flamengo. O Corinthians venceu apenas o primeiro,, no BR-84.