Blog do Mauro Beting

Esses bilhetes tão caros em Arenas não podem

Mauro Beting


Mal dá pra ver o fim da fila e nem mesmo o começo dela na Arena Corinthians para trocar um quilo de alimento como a paixão de um torcedor pelo clube – não perecível. Tudo isso na foto de um amigo do Vessoni neste sábado. Fila para ganhar um ingresso não pra volta da semifinal da Copa do Brasil em Itaquera, contra o Flamengo. Apenas para ver o treino da véspera na Arena. Só pra ver treinar um time que precisa treinar e jogar muito mais para honrar a camisa e seu torcedor. Uma diretoria que, como todas de todos os clubes, sem exceção, precisa entender que o dinheiro é perecível e não aceita desaforo. Que os estádios são caros demais e precisam mesmo ter ingressos mais caros. Mas que essa paixão sem fim como a fila não tem bilhete mais caro que justifique neste país com fila de desemprego. Deverá ter mais corintiano no treino na terça que no jogo decisivo na quarta entre as maiores torcidas do Brasil. As arenas não podem ser tão caras pro torcedor como já foram pro contribuinte. Tem que rever esse preço porque esse “bilete NÃO é verdade”.