Topo
Blog do Mauro Beting

Blog do Mauro Beting

O que vai ser o BR-19

Mauro Beting

2027-04-20T19:14:01

27/04/2019 14h01

Como será o BR-19?

Como sempre, não sei.

Como quase sempre, subo em cima do muro. Até para tentar ver os vários lados do jogo que muda a cada rodada, como os clubes mudam de treinador, os elencos são mudados na janela de meio de ano, e quase todo mundo que manda fica mudo quanto a isso.

Mas não são os 12 grandes históricos e o Athletico capazes de ganhar. Não é isso ainda mais em 38 rodadas. Continua sendo o mais equilibrado campeonato do mundo, com mais equipes diferentes no G-4 desde a implantação dos pontos corridos, entre as principais ligas.

Tanto quanto nem de perto está entre os melhores campeonatos nacionais em nível técnico. Os estaduais de baixa qualidade escancararam o que não podemos jogar pra baixo do repete verde.

Mas vamos torcer pela melhora que acredito. Cruzeiro, Palmeiras, Flamengo e Grêmio têm potencial para melhorarem o nível. Corinthians, Internacional, São Paulo e Athletico podem sonhar. O Galo, se mudar muito, também.

Tomando como base a pontuação em 2018 dos 16 que restaram da Série A e mais a dos quatro que vieram da B, minhas expectativas são as seguintes. Meus chutes a respeito de um modo simples. Quem pode subir de colocação em relação a 2018. Quem pode piorar o desempenho. Quem pode ficar na mesma.

Palmeiras (campeão em 2018): tem bola, time e elenco mantidos para repetir e ir além em 2019. Embora ainda não seja o mesmo. NA MESMA.

Flamengo (vice em 2018). Mais time, elenco e entrosamento para ir além. Briga pelo hepta. E também por outros títulos.

SUBINDO.

Internacional (terceiro). Campanha melhor do que a encomenda para quem veio da B em 2018. Elenco com mais opções e filosofia mantida, com potencial de crescimento. Mas contra mais candidatos ao título. DESCENDO.

Grêmio (quarto). Melhor elenco que Renato teve desde 2016, mesmo sem Arthur, mas com Matheus Henrique, Jean Pyerre e . Como os demais, depende da Libertadores. SUBINDO.

São Paulo (quinto). Foi além do esperado em 2018 e caiu abruptamente no fim. Com Cuca, Pato e reforços, deve melhorar. Mas a concorrência é mais forte. NA MESMA.

ATLÉTICO MINEIRO (sexto). Sem comando, reforços e elenco com pouca oxigenação. Terá mais problemas em 2019. DESCENDO.

ATHLETICO (sétimo). Potencial para subir em relação a 2018. Ótimo treinador e estrutura. Se conseguir segurar piazada, pode ir além. SUBINDO.

CRUZEIRO (oitavo). Trabalho mais longevo da Série A. E vencedor. Grupo maduro e entrosado, com ótimas opções de banco. Melhor time no país até o início do BR-19. Para sonhar com o penta. E tri. E hepta. SUBINDO.

BOTAFOGO (nono). Desde 2016 fazendo campanhas surpreendentes com muito pouco. Difícil repetir milagres com ainda menos. Deverá estar na segunda página da tabela. DESCENDO.

SANTOS (décimo). Joga bonito. Mas tem carências no elenco e deficiência para decidir. Vai perder Rodrygo. Se não reforçar com o pouco que tem, fica na primeira página. Mas talvez um pouco acima na tabela. SUBINDO.

BAHIA (décimo-primeiro). Tem como jogar mais e ser mais competitivo. Promete um campeonato regular, de bom nível técnico. NA MESMA.

FLUMINENSE (décimo-segundo). Outro que tende a subir com as ideias e o jogo de Diniz. Mas sem tantas opções no elenco limitado em qualidade e quantidade. SUBINDO.

CORINTHIANS (décimo-terceiro). Pode sonhar com Libertadores em 2020 e Sul-Americana este ano. Muito competitivo. E com boas opções de campo e banco. SUBINDO.

CHAPECOENSE (décimo-quarto). O mais frágil elenco desde 2014. Um dos tantos candidatos a brigar apenas pela permanência. DESCENDO.

CEARÁ (décimo-quinto). Incógnita depois do trabalho sensacional de Lisca. Mas rivalidade com Fortaleza o encoraja. DESCENDO.

VASCO (décimo-sexto). Elenco ainda mais enfraquecido e clube sem norte. Deve se manter mais por deméritos alheios. NA MESMA.

FORTALEZA (campeão da B em 2018). Objetivo é ficar na A. Tem calendário cheio e elenco ainda limitado. Mas um ótimo trabalho e ideias consistentes. SUBINDO.

CSA (vice da B). Notável campanha de reestruturação como clube. Mas pode pagar pelo noviciado e pela montagem do elenco. NA MESMA.

AVAÍ (terceiro da B). Na gangorra entre as divisões, tem mais experiência como clube para suportar as durezas da competição. SUBINDO.

GOIÁS (quarto da B). Reinicia do zero a campanha depois da perda do GO-19. Terá dificuldades para permanecer em campeonato muito nivelado. NA MESMA.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Mais Blog do Mauro Beting