Blog do Mauro Beting

Cri5tiano RRRRRonaldo!

Mauro Beting

No dia em que faz 77 anos que Pelé chegou à Terra vindo lá do planeta Dele, Cristiano Ronaldo foi eleito pela quinta vez (desde 2007) pela Fifa o melhor destes campos. Lionel Messi não ganhou pela sexta vez o prêmio que poderia ter o nome dele neste século como o melhor Messi do mundo.

Sim. Sou messiânico. Mas gosto mais de futebol que a melhor expressão dele – Messi. Por isso sou tão fã do maior atleta que já jogou futebol neste século – Cristiano Ronaldo. O cara que nas últimas cinco partidas da fase decisiva da Liga dos Campeões passada (o que mais conta na temporada da nova premiação) marcou 10 gols contra Neuer (o Cristiano do gol) do Bayern, Oblak do Atlético de Madrid, e Buffon (o Messi da meta) da Juventus. CR7 do Madrid bicampeão europeu como não acontecia desde 1990.

Cristiano maior artilheiro da Liga. Cristiano com média de gols pelo clube merengue melhor que a de Messi no Barcelona. E raramente foi um “falso” 9. Nunca jogou direto tão perto do gol. E poucos na história chegaram tão perto da perfeição e objetividade quanto ele perto da meta adversária.

Uso o gol para ver Messi superior a Maradona. Poderia usar o mesmo critério para Cristiano em relação a Messi.

Mas, por gosto, e nada além disso, ainda escalaria Messi primeiro na pelada. Ainda reveria os melhores lances de Messi aos de Cristiano. Prefiro ver os mais bonitos gols do argentino aos do gajo.

E insistir sempre com você: o privilégio que temos de acompanhar ao vivo a disputa espetacular entre eles. Feliz somos por ver a maior refrega individual da história do futebol. Por motivos até mesmo de logística e tecnologia, só a partir dos anos 50 seria possível um embate desse nível. E também por geografia e dinheiro não pôde acontecer entre Pelé x Puskas e/ou Pelé x Di Stéfano. Pelé x Eusébio durou pouco. Cruyff x Beckenbauer (em posições distintas) era outro duelo. Rivellino x Zico, Maradona x Zico, Maradona x Platini, Van Basten x Romário, Baggio x Romário, Ronaldo x Zidane, Zidane x Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho x Kaká…

Cada embate com suas limitações temporais, esportivas e de campeonatos, amigos. Mas nada se compara ao que vemos desde 2008.

Em vez de discutir quem é o melhor, vamos todos aplaudir em pé quem faz nosso futebol ainda melhor.

Obrigado aos dois. Parabéns pra nós.