Blog do Mauro Beting

Ufa! São Paulo 2 x 0 São Caetano.

Mauro Beting

Eu apostava em Brenner no comando de ataque do São Paulo no jogo de volta no Morumbi. Para dar mais velocidade e agilidade a um time lento, previsível, desalmado, desarmado.

Começou o jogo Tréllez. Minha última opção. E parecia nem isso no primeiro tempo amuado em que a maior chance foi um cruzamento torto de Marcos Guilherme que quase entrou.

O São Caetano botou as asinhas e chuteiras de fora. Tentou jogar mais na segunda etapa. Mas Aguirre enfim acordou e foi bem com Lucas Fernandes. O São Paulo ganhou mais qualidade. Criou mais. Mas ainda estava difícil. Não fosse o goleiro Paes querer jogar um jogo que quase sempre não é do goleiro. Não é pra goleiro. É bico pra lateral. É jogar longe. Não bobear como fez.

Tréllez então mostrou serviço. Vontade. Foi acossar o goleiro que foi mãe para o Tricolor e deu o gol que levaria aos pênaltis não fosse Diego Souza subir como Diego Souza, cabecear como DS, ser decisivo como pode ser, e classificar o São Paulo aos 39 finais. Quando se esperavam pênaltis. Quando não se esperava muito de Diego e nem do São Paulo ainda muito longe de tudo. Sobretudo do São Paulo.

Mas classificado. A duras penas e bolas. Com os atacantes que eu não achava que seriam importantes. Com a vontade que é obrigatória nesse e em qualquer time. Como mais oportunidades a Liziero nessa equipe.