Blog do Mauro Beting

Flamengo e Corinthians precisam ser Flamengo e Corinthians na Copa do Brasil

Mauro Beting

Everton Ribeiro jogou nos dois semifinalistas da Copa do Brasil

O Flamengo não está bem. Ou não está tão bem como jogava e ganhava quando a bola parou para a Copa. Não só Vinicius Júnior foi embora. Vitinho não chegou. A defesa se desprotegeu, o meio desarmou, o ataque empacou. Tudo ou deu errado ou deu pra trás.

Mas mesmo na eliminação do objetivo maior que era a Libertadores, houve esperança no modo como venceu o Cruzeiro em Minas. Se não é o belo horizonte que se via em junho, as brumas e bruxas de agosto são passado. Tem como revirar esse jogo.

Ainda mais contra um Corinthians que trocou de técnico mais uma vez e de tudo desde o bi paulista. Não cairá. Mas desde domingo, quando perdeu para oito reservas do rival na nova casa onde ainda tem mais vitórias que o dono dela, já não cravo seco. As descabidas comparações com o pavoroso Corinthians rebaixado de 2007 eram um despautério que não está tão longe da realidade. Todo o time está mal. Quem já não é bom é dragado pela fase degradante e que não é biodegradável. É apenas desagradável. E muito.

Flamengo e Corinthians cada vez mais se fiam na Copa do Brasil em aberto. É precisam mesmo esquecer tudo de ruim que tem feito. O Rubro-Negro começa favorito. Tem mais time e tem mais futebol. E sem tempo hábil e gente hábil para Jair dar um jeito como conseguiu com menos no Botafogo. Mas nem de perto no Santos.