PUBLICIDADE
Topo

Coronel Nunes, com o candelabro, no salão de jogos

Mauro Beting

05/04/2016 20h46

Para quem jogou Detetive nos anos 70, sabe que o Coronel Mostarda era uma das personagens. Como Srta. Rosa, Dona Branca, Professor Black, Dona Violeta e o Senhor Marinho (uma mistura de Danny de Vito com Sepp Blatter).

 

Sabe que o crime poderia ter sido feito no salão de jogos, no escritório, na sala de música, hall…

 

Candelabro era uma armas. Faca, corda,  chave inglesa, revólver, cano, também.

 

Naqueles anos 1970, a partir de 1974, o almirante Nunes assumiu a CBD no lugar de João Havelange, que foi para a Fifa fazer o que fez.

 

Almirante Heleno Nunes, notório vascaíno, representante da ditadura militar no comando do futebol. Como sempre quis o golpe de 10 anos antes.

 

Almirante Nunes que entendia de futebol, falavam os entendidos de então.

 

Sem parentesco com a ainda  mais nebulosa e desconhecida figura que hoje preside, digamos, a CBF.

 

De fato, quem ainda manda remotamente é Marco Polo del Nero. Mais proximamente são Walter Feldman e Rogério Caboclo.

 

Mas a figura que representa o nosso futebol é ele. Coronel Nunes.

 

O estadista que perpetrou ao Esporte Interativo a entrevista que melhor mostra como o futebol brasileiro está em ótimas mãos.

 

Veja o link abaixo. E saiba como está antenado e sabendo das coisas nosso presidente. Ele sabe que o Brasil foi para todas as Copas disputadas. E se o vento ajudar, iremos novamente para Moscou.

 

Ou para a Sibéria.

 

 

VEJA e estoque o ar: CORONEL NUNES SAÚDA A MANDIOCA. E TORCE PELO VENTO

 

 

E depois acesse o PORTA DOS FUNDOS ou o TÁ NO AR.
P.S: O colega Valdomiro Neto definiu com exatidão o que foi e o que provavelmente. é nosso Nunes:  "parecia a hora de tomar o ponto na escola. Ele decorou alguns pontos básicos pra mostrar que tem alguma noção". 
Googlenel Nunes.  

 

 

 

 

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Blog do Mauro Beting