Topo
Blog do Mauro Beting

Blog do Mauro Beting

Vou festejar com 90 minutos de barulho

Mauro Beting

03/05/2019 08h05

O minuto de samba em homenagem à Madrinha foi a tocante homenagem botafoguense a Beth Carvalho, antes de o Botafogo vencer o Bahia no Nilton Santos, por 3 a 2.

Sou dos que preferem o barulho ao silêncio nessas e em todas horas. Podemos nos ouvir mesmo fazendo barulho. É só querer.

Como querem ser mais felizes e nos fazer mais felizes Sampaoli e Diniz. Santos e Fluminense tentaram na Vila jogar como quase sempre seus treinadores pretendem. Por vezes mesmo com pretensão. Porque não têm como jogar melhor com o que têm.

O clássico na Baixada foi isso. Com 10 minutos, duas chances para cada lado. O Flu fluindo com seus três à frente. O Santos com Lucas Veríssimo mais como lateral do que como zagueiro. Meio-campo mais talentoso e ofensivo. Equipes marcando alto e tentando propor.

Mas apenas querer não é poder. Mas fica mais uma vez a ideia e a imagem. Dá pra sair mais pro jogo. Tentar algo diferente. Ousar. Se no Ajax que encanta e engata os pontas Ziyech e David Neres atacam como extremos e cercam e defendem como secretários de laterais, por que os nossos extremos não correm e não ajudam atrás?

Tem como jogar mais.

Como já está jogando o São Paulo. Na vitória contra o Goiás, Pato ficou mais atrás do Toró. Promissor atacante como esse time do Cuca quando ataca. Não ainda quando se defende.

O Galo também está 100%. Nunca é pouco vencer em São Januário. Mas quando o rival está como não está o Vasco, sem pontos como o Flu (de Diniz, dever dizer), toda cautela – agora sim – se justifica. Nada de empolgação. Nem empulhação.

É só o começo do BR-19. E pra não ser o fim, que se tenha paciência com quem não começa bem. Como o Fortaleza que se recuperou da paulada ganhando bem do Athletico em sua mais insípida atuação em 2019 do promissor time de Tiago Nunes. Como o CSA que segurou em casa o empate fantasma contra os reservas do Palmeiras. Quase os mesmos que foram campeões invictos com times alternativos no BR-18. Mas não eram tantos reservas de uma vez. E jogavam mais.

Cautela pra cima e pra baixo. Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e Inter vão jogar mais do que isso. E vão perder e ganhar no mais equilibrado nacional do mundo. Não o melhor.

Corinthians, talvez não jogue muito mais. Mas vai ganhar pontos importantes como eles. Tem de respeitar. Não necessariamente admirar.

É só o começo de tudo. Não pode ser mais o fim da picada que é ameaçar treinador agora.

Calma na corneta. Mas mais ousadia na prancheta.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Mais Blog do Mauro Beting