Topo
Blog do Mauro Beting

Blog do Mauro Beting

RAIO-X Champions: Liverpool x Tottenham

Mauro Beting

2031-05-20T19:18:37

31/05/2019 18h37

MADRI – Os duelos da grande final no Wanda Metropolitano. Futebol de botão do @botoesclassicos.

FIRMINO X ALDERWEIRELD + VERTHONGEN – O meia-atacante brasileiro (cada vez mais voltando a ser meia) está ainda melhor e mais completo e mais versátil e mais inteligente do que na campanha vice europeia de 2018. Sai mais da área e deixa espaço para a entrada em facão dos não menos artilheiros e eficientes Salah e Mané. Pega uma boa zaga, experiente e ajustada. Mas superável. Um tanto lenta para as tarefas árduas que terá pela frente, no maior desafio em 136 anos de Tottenham. Vantagem do Liverpool.

MANÉ x TRIPPIER – O ponta senegalês termina a sua melhor e mais goleadora temporada. Mais frio nas conclusões e ainda letal pela velocidade e dribles, supera o duelo individual contra o bom lateral, que sabe apoiar, e se vira na marcação. E que precisa, como os colegas, jogar a partida da vida.

SALAH x ROSE – O egípcio é outro jogador desde que chegou a Anfield. Um dos melhores do mundo na temporada passada, quando saiu aos 29 minutos no confronto com Sérgio Ramos em Kiev, o Liverpool desmoronou. Não tem sido o melhor do time como foi. Mas porque o time melhorou. E ele não está tão exuberante. Mas ainda é decisivo contra Rose que sabe apoiar e se vira atrás. Mas é outro duelo vencido pelo infernal tridente vermelho, no heavy-metal caótico de Klopp. Muito pelo talento e troca de funções de Salah e companhia.

WIJNALDUM x SISSOKO – O volante foi centroavante em Barcelona e não foi bem. Entrou como meia que pisa na área em Anfield e fez dois dos quatro gols do Liverpool. Pela dinâmica e consistência ganha um lugar que Milner e o lesionado Keita poderiam muito bem ocupar. Milner mais pra conter o jogo no final. Keita com quase a mesma dinâmica. Sissoko, de ótima temporada na contenção, deve atuar mais pelo lado direito e bater com o holandês. Forte e veloz, ele dá o pé necessário a Winks na cabeça da área, liberando Erikssen um tanto mais, no 4-3-3 que facilmente se converte em 4-2-3-1 de Pochettino. Duelo muito equilibrado. Mas com ligeira vantagem

dos Reds na construção provável de jogo de uma equipe que deve atacar mais que o rival.

HENDERSON X ERIKSSEN – O capitão vermelho deve começar jogando por vir se superando – como as duas equipes. Tem entrado mais na área. Melhorado tecnicamente. Mas provável que tenha que se virar contra ótimo rival. O duelo deve ser com Erikssen. O encaixe tático do ótimo meio-campista do Tottenham não é assim tão fácil. Porque ele tanto pode ser o meia interior pela esquerda no 4-3-3 como o meia centralizado de um 4-2-3-1. Ou mesmo aberto pelos lados. Tudo isso no mesmo jogo. Tem o pé mais desequilibrante. Muito inteligente. Deve ganhar o duelo individuai.

WINKS x FABINHO – Uma das apostas queridas de Pochettino, não joga desde abril. Como Kane e Firmino, deve sentir a ausência prolongada. Mas o ritmo de jogo das duas equipes há 3 semanas sem jogo pode facilitar a adaptação rápida dos ex-lesionados como Winks. Ele tem sido a melhor opção defensiva no meio dos Spurs. Mas Fabinho é o mesmo caso. Além da versatilidade de atuar como lateral e também zagueiro. O brasileiro tem jogado muito bem. Ganha o duelo. Do jeito que merecia ganhar um lugar no Brasil de Tite.

DELE ALLI X ROBERTSON – Outro encaixe necessário mas não preciso no confronto tático. O inglês sofreu como Pocchetino na temporada com muitas lesões. Ele ir para o banco não seria um absurdo. Até pelo momento mágico de Lucas Moura – mesmo antes da remontada de Amsterdã. Mas prefiro o ponta brasileiro como titular do segundo tempo. Ou mesmo da prorrogação possível. Deixando Dele para fazer a diferença que não tem feito. Diferente do lateral escocês. Robertson ataca e cruza cada vez melhor. Ele e Alexander-Arnold dão o suporte tático e a amplitude para o Liverpool atacar com Salah e Mané fechando. Para tanto, os internos Henderson e Wijnaldum têm de fazer o serviço duro e sujo mais atrás, evitando o letal contragolpe dos Spurs. Dele Alli joga muito mais do que tem jogado. Robertson nunca jogou tanto. Ponto pro Liverpool.

SON x ALEXANDER-ARNOLD – Só tem 20 anos e já vai pra segunda final de Champions. Um dos principais assistentes da Premier League – como Robertson. Passa e cruza muito bem. Melhora na defesa. E Alexander-Arnold precisa tudo isso contra Son. Cada vez melhor e mais veloz. Com os dois pés. Goleador e ainda auxilia sem a bola na marcação tanto mais à frente quanto num bloco mais baixo. Não faz o gegenpressing bem coordenado e entendido de Klopp. Mas ajuda muito. Baita confronto. Quando Son também pode jogar pelo outro lado. E até como falso 9 como já fez no Bayer Leverkusen. Empate ultratécnico.

KANE x MATIP + VAN DIJK – O artilheiro da Copa. Não pôde atuar nos últimos 9 jogos do Spurs. Mas pela movimentação no treino de reconhecimento de gramado aqui em Madri, está pronto como todo o Tottenham. Cada vez mais sabe sair da área para criar lances para Son e quem mais chegar. Problema pra ele é que Van Dijk foi o melhor jogador da Premier League, está o melhor zagueiro do mundo, e conta com melhor momento de Matip para dar um pé. Fico com a defesa do Liverpool. A que só tomou 22 gols na EPL. E passou 21 jogos em branco por lá. Recorde histórico do clube.

LLORIS X ALISSON – Melhor temporada do brasileiro que só é cornetado no Brasil. Mais um ótimo ano do francês campeão do mundo. Talvez os dois melhores goleiros do mundo que não são tão badalados como merecem. Pela milhagem ainda fico com o goleiro do Tottenham. Embora ambos tenham sido essenciais para a classificação até Madri.

JURGEN KLOPP x MAURICIO POCHETTINO – Em postagens recentes citei muitas das semelhanças entre eles. Gostam de atacar. Mas Klopp organiza melhor o ataque e a recuperação de bola. Fico com o alemão. E enalteço demais o argentino que completou 5 anos dê Liverpool.

PALPITE – 3 x 2 Liverpool.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Mais Blog do Mauro Beting