Topo
Blog do Mauro Beting

Blog do Mauro Beting

Vermelho de sangue. Internacional 1 x 0 Palmeiras (5 x 4 pênaltis)

Mauro Beting

18/07/2019 00h54

25 anos depois do tetra vencido nos pênaltis, duas decisões ao mesmo tempo no Maracanã e no Beira-Rio. E a classificação do bravo visitante athleticano no Rio, e a do bravíssimo mandante em Porto Alegre.

Inter que foi bem melhor do que o Palmeiras na primeira etapa, foi melhor também na segunda mais equilibrada, e mais feliz nos pênaltis. Gómez bateu no meio do gol mais um pênalti decisivo bem defendido por Lomba com os pés; Weverton defendeu bem o chute mal cobrado pelo ótimo Patrick, e Moisés mandou no travessão o que acabaria decidindo a parada a favor do time da sede e com mais sede.

Inter que começou em cima do Palmeiras, com D'Alessandro mandando em campo e no apito. O time de Felipão muito amuado, com Deyverson isolado, perdendo os lances, e sem companhia para puxar os contragolpes que tanto desperdiçou na ida. Nico bem pelos lados, Guerrero sempre perigoso, Edenilson e Patrick chegando à frente com qualidade e intensidade. Como no lance do gol, aos 40, quando o Colorado de sangue e fibras foi ganhando todas as divididas até o gol que desviou em Luan.

Felipão tirou Lucas Lima que mais uma vez não entrou (também porque o tipo de jogo não o favorece). Era mais pra Scarpa do que para Moisés, que não entrou bem. Demorou para entrar Willian. Mas era para sair Deyverson que só sairia depois. O Inter só mexeu no time nos últimos minutos. E sempre buscando mais o ataque. Com Edenilson e Patrick recuados para as laterais para deixar o time mais ofensivo no segundo tempo mais nervoso.

Também pelo VAR que entrou em campo para redefinir o jogo. Aos 37, Felipe Melo irrompeu na área e caiu. Na hora, pênalti. Nos replays, não vi o toque de Edenilson no volante verde. Não teria marcado o lance discutível.

Mais 10 minutos, Cuesta subiu sozinho e marcou o gol da classificação. Até o VAR ver o empurrão nas costas de Felipe Melo. Na hora, não teria marcado falta. Depois… Tem como discutir muito e também marcar a infração. Lance ainda mais polêmico.

Seria o gol da classificação. E seria justa como foi nos pênaltis para um Inter muito forte que só não fez mais porque Weverton não deixou. Que precisa ser assim também fora de Beira-Rio. E tem muito potencial para isso. Tem camisa, time, elenco, trabalho de treinador, e sangue para focar e afogar o rival.

Como o Palmeiras nos mata-matas, pelo treinador que tem, pelo elenco que tem, decepciona. Pode e deve aprender com isso. Mas não pode se perder por nada disso.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Mais Blog do Mauro Beting