PUBLICIDADE
Topo

O torcedor em cada um de nós

Mauro Beting

26/11/2019 06h53

Se eu fosse atleta profissional como Guga estaria pulando como ele no meu quarto com a vitória espetacular do meu time no finalzinho de uma finalzona de Libertadores.

Foi o que fez Paulo Nunes quando São

Marcos pegou aquele pênalti de Marcelinho Carioca, na semifinal da Libertadores de 2000. Ele estava de volta ao Grêmio dele, onde vencera estadual, Brasileiro e Liberta. E celebrou a vitória paulista como se ainda fosse o Palmeiras onde também conquistara muita coisa, em 1998-99.

Mas Guga nunca jogou pelo Flamengo de coração. É atleta (e dos bons) do Atlético Mineiro. Cujo maior rival fora de Belo Horizonte é justamente o Flamengo de polêmicos confrontos em 1980-81.

Mesmo se não fosse, ainda assim não seria demais torcer no quarto dele. Não é o único. Não será o último.

Mas postar o vídeo da festa pela vitória no Instagram, por mais que seja espontâneo e sincero, não é inteligente. No mínimo. Para não dizer mesmo que não é respeitoso com o clube que o contrata. Mais que tudo: com o torcedor.

Torcida que às vezes se perde por tanta paixão. Como agora os mesmos palmeirenses que queriam arrancar minha alma por vestir uma camisa corintiana depois de perder uma aposta para Vampeta agora querem esfolar o grande Fred por se vestir de Flamengo em Lima. Flamengo da Adidas que o patrocina e é parceira do

Desimpedidos onde trabalha.

Compreendo tamanha paixão. Respeito até quem não respeita nosso ofício.

Mas, realmente, no caso do Guga, é pra se pensar tudo que o bom lateral do Galo (e ótimo torcedor do Flamengo) não pensou ao postar a celebração que também provocou quem não é rubro-negro.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Blog do Mauro Beting