PUBLICIDADE
Topo

Cilinho!

Mauro Beting

28/11/2019 19h12

Enquanto o São Paulo gasta tubos, mundos e fundos que ninguém tem e troca de treinador como quem não troca de comando político desde 2002, o São Paulo de 1984 a 1986, e depois 1987 na conquista do Paulistão, tinha um treinador que plantou a semente do BR-86, e regia o timaço dos Menudos do SP-85.

Uma das mais vistosas equipes que vi desde 1972. Gilmar na meta segurando a bronca. Zé Teodoro e Nelsinho atacando pelas laterais. Oscar e Dario Pereyra ainda como uma das melhores duplas de zaga que vi na vida. Dando guarida a um time que com Márcio Araújo ou o genial Falcão no meio, Silas e Pita jogando o fino da bola pelo meio, Müller e Sidney voando pelas pontas, e Careca absoluto e absurdo no comando de ataque.

Time tão bom que parecia que podia jogar com 10, como nessa foto está sem seu 10 Pita.

Equipe que levou mais de um ano para brilhar. Paciência que hoje não se tem. Fosse o futebol de hoje, Cilinho seria demitido ainda em 1984.

Todos orquestrados por um dos treinadores que mais conheceram futebol. Um dos que mais fez seus times jogarem ou tentarem jogar bonito. Um comandante que controlava bem seu elenco e regia até a imprensa que cobria os clubes que dirigiu.

Cilinho nos deixou aos 80 anos. Já havia deixado há décadas o futebol. Mas ainda hoje deixou o legado do jogo bem pensado e jogado. De métodos inusitados de treinamentos e gestão. De uma independência profissional e pessoal que fez com que não fosse além na carreira.

Não que precisasse mais, até pelo muito que fez sobretudo no São Paulo. Mas o futebol brasileiro precisava de espíritos livres como o de Cilinho.

Sobre o Autor

Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 17 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV. Curador do Museu da Seleção Brasileira, um dos curadores do Museu Pelé. Trabalhou nos jornais Folha da Tarde, Agora S.Paulo e Lance!, nas rádios Gazeta, Trianon e Bandeirantes, nas TVs Gazeta, Sportv, Band, PSN, Cultura, Record, Bandsports, Foxsports, nos portais PSN, Americaonline e Yahoo!, e colaborou nas revistas Placar, Trivela e Fut! Lance. Está na imprensa esportiva há 28 anos por ser torcedor há 52. Torce por um jornalismo sério, mas corneta o jornalista que se leva muito a sério

Sobre o Blog

O blog fala, vê, ouve, conta, canta, comenta, corneta, critica, sorri, chora, come, bebe, sofre, sua e vive o nosso futebol. Quem vive de passado é quem tem história para contar. Ele tem a pretensão de dar reload no que ouvi e li e vi e fazer a tabelinha entre passado e presente para dar um toque no futuro.

Blog do Mauro Beting